quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Kristoffur Jakobsen no ÍF

Kristoffur (à direita) já com a camisa do ÍF.
O meio-campista de 25 anos, Kristoffur Jakobsen trocou o KÍ pelo atual vice-campeão ÍF.

Ele começou a carreira em 2005 pelo KÍ, em 2010 foi para o EB/Streymur, mas retornou ao KÍ no ano seguinte. 

Fonte: Norðlýsið

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Holgar Durhuus no Skála

O jovem meia de 21 anos Holgar Durhuus trocou o 07 Vestur pelo Skála. Holgar iniciou em 2009 no 07 Vestur, o Skála será apenas o segundo time de sua carreira.

Fonte: in.fo

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Jonas Flindt Rasmussen no KÍ

O zagueiro dinamarquês de 25 anos Jonas Flindt Rasmussen, que passou o ano de 2013 de fora do futebol vai jogar no KÍ em 2014.

Jonas começou no Hvidovre da Dinamarca, e jogou no B36 em 2011 e 2012, sendo campeão faroês na sua primeira temporada.

Fonte: Norðlýsið

sábado, 30 de novembro de 2013

A trajetória de Fróði Benjaminsen no futebol

Como prometi, uma postagem especial contando a trajetória futebolística do carpinteiro Fróði Benjaminsen, capitão do HB e da seleção faroesa. Espero que gostem!

Primeiro nome: Fróði
Último nome: Benjaminsen
Data de nascimento: 14 de dezembro de 1977
Nacionalidade: Faroês
Posição: meio-campista

Fonte: Faroe Soccer

O início no B68
Natural de Toftir, Benjaminsen começou sua carreira no time da cidade, o B68, em 1994. Logo no ano seguinte, a equipe foi vice-campeã da Copa das Ilhas Faroe, sendo essa a única vez que chegou perto de ganhar um título com o B68, onde jogou por exatos 10 anos. Em 1999, começou a ser convocado para a seleção. Sua grande temporada no time de Toftir seria em 2001, quando marcou 15 gols, 13 deles no campeonato, fazendo dele o terceiro na artilharia daquele ano, e eleito o melhor jogador da temporada. Em 2002 marcou seu primeiro gol com a seleção faroesa, num amistoso contra Liechtenstein.

A passagem pelo Fram (Islândia)
Em 2004 foi contratado pelo Fram, da Islândia, que apesar de ser um dos mais tradicionais times do país, fez uma temporada ruim, sendo quase rebaixado. Benjaminsen jogou 16 partidas e fez 3 gols na liga islandesa. Na seleção faroesa, marcou seu segundo gol, em um amistoso contra Malta.

Retorno às Ilhas Faroe com o B36
Em 2005 acertou seu retorno às Ilhas Faroe, desta vez para jogar no B36. Numa realidade diferente da do B68, o primeiro título, o da liga, veio neste mesmo ano. No ano seguinte mais um, desta vez o da Copa, competição que ele quase venceu com o B68... Em 2007 veio o título da recém fundada Super Copa, e mais uma vez Benjaminsen teve boa participação marcando o gol do B36 e acertando sua cobrança de pênalti.

A mudança para o HB
Apesar dos 3 anos de títulos, Benjaminsen trocou o B36 pelo rival HB, e chegou a uma fase ainda mais vitoriosa em sua carreira. No time mais bem sucedido das Ilhas Faroe apareceu também um Benjaminsen mais artilheiro, 2008 foi a única temporada em que ele marcou menos de dez gols, talvez por ter sido sua primeira no time e não estar totalmente adaptado. Em 2009, fez um dos gols da vitória faroesa no amistoso contra a seleção islandesa, a primeira da história e em plena Islândia. Em 2009 e 2010, venceu o campeonato e a Supercopa, sendo também eleito o melhor jogador em ambos os anos.

Em 2011 a equipe esteve mal, sendo quase rebaixada, o que teria sido um desastre. Mas apesar da temporada ruim com o HB, marcou mais dois gols pela seleção, um na vitória sobre a Estônia e outro contra a Sérvia fora de casa pelas eliminatórias do Euro 2012. Em 2012, a equipe voltou à sua normalidade (a luta pelo título) e terminou na 3ª posição da liga. No ano seguinte, Benjaminsen voltou a conquistar o campeonato com o HB e foi eleito o melhor jogador do ano pela quarta vez. Marcou seu sexto gol pela seleção contra o Cazaquistão nas eliminatórias para a Copa de 2014, igualando John Petersen na quarta posição dos maiores artilheiros, tornando-se neste ano no segundo jogador que mais vezes vestiu a camisa da landsliðið.

Foi confirmado no fim da temporada que ele renovou com o HB por mais um ano.

Resultado da Enquete: "Qual foi o jogador mais importante para o título do HB?"

Resultados da enquete.
Como o vencedor foi Fróði Benjaminsen, farei uma postagem especial sobre ele!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Mais 3 contratações no B36!

Rógvi Joensen, Alex Mellemgaard e Eli F. Nielsen são as novas contratações do B36!

O meio-campista Rógvi Joensen tem apenas 20 anos, e estava no TB, clube que o revelou e até então o único de sua carreira.

O defensor de 22 anos Alex Mellemgaard esteve sem clube na temporada 2013, mas jogou no AB entre 2008 e 2012. Curiosidade: Hoje é aniversário dele!

O meio-campista Eli Falkvard Nielsen estava no 07 Vestur e foi um dos poucos destaques da equipe em 2013. Tem apenas 21 anos e já passou pelo rival HB em 2012.

Fonte: in.fo

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Jogador do KÍ no AB

O AB continua se reforçando e confirmou a contratação do zagueiro de 23 anos Jógvan Isaksen do KÍ. O único clube que Isaksen jogou foi KÍ onde estava desde 2008. Na temporada 2013 ele jogou 26 partidas e fez 1 gol.

Fonte: in.fo

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Jónas Þór Næs no EB/Streymur

Sigvaldi Zachariassen, presidente do EB/Streymur, e Jónas.
O EB/Streymur fez uma grande contratação para 2014, é o lateral Jónas Þór Næs.

Jónas estava no Valur, da Islândia, desde 2011. Ele tem 36 partidas pela seleção faroesa e já jogou no BK Frem, Fremad Amager e Køge, da Dinamarca, e AB, NSÍ e B36 nas Ilhas Faroe.

Fonte: in.fo

domingo, 24 de novembro de 2013

Kristian Joensen no AB da Dinamarca

Como vocês já sabiam, o goleiro Kristian Joensen saiu do NSÍ, ele foi para a Dinamarca, para o Akademisk Boldklub, também conhecido como AB.

Para seu lugar o NSÍ contratou o experiente goleiro húngaro Andras Gango.

Fonte: in.fo

Andras Gango de volta ao NSÍ

A presidente do NSÍ, Kinna Olsen, e Andras Gango.
Com a saída do goleiro Kristian Joensen, o NSÍ contratou o experiente goleiro húngaro Andras Gango, que já vestiu a camisa do clube de Runavík em 2010 e 2011.

Andras Gango já está há um bom tempo no futebol faroês, e na temporada passada esteve no 07 Vestur.

Fonte: in.fo

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

AaB contrata Gilli Sørensen

O AaB assinou um contrato de dois anos com o capitão da seleção faroesa sub-21 Gilli Sørensen


"Tanto nós e Gilli estávamos desde o verão interessados em firmar um acordo, e estamos satisfeitos que agora é uma realidade. Gilli é um jogador empolgante com extrema rapidez. Ele é muito exigente com seu jogo e tem um bom físico, temos certeza que juntos podemos desencadear seu grande potencial", disse Allan Gaarde diretor esportivo do AaB, no site oficial do clube.

"Tanto Hallur e meus ex-companheiros de B36, Súni Olsen e Martin Pedersen (ambos ex-AaB) recomendaram o AaB e Aalborg, e minha impressão foi positiva somente após a estadia no verão", disse Sørensen.

Sørensen, que pode jogar nos lados ou no ataque começa agora em Aalborg e pode ser elegível para jogar no ano que vem.

Fonte: Bold.dk

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ilhas Faroe derrotada por Malta

Com um primeiro tempo desastroso e excelentes minutos finais, Ilhas Faroe é derrotada em Malta por 3-2

Logo aos 17' Ryan Fenech abriu o placar para a seleção maltesa. Mifsud, maior artilheiro da história do pequeno país, fez o segundo logo em seguida, aos 19', chegando a impressionantes 39 gols! No fim do primeiro tempo, aos 41', Jonathan Caruana fez o terceiro.

45 minutos de jogo e a seleção faroesa já perdia por 3-0, e pior, para um adversário teoricamente do mesmo nível... Dava a impressão de que seria pior no segundo tempo, mas felizmente não foi.

As Ilhas Faroe só conseguiram chegar ao gol nos dez minutos finais. Hallur Hansson fez aos 80' e chegou ao seu segundo gol com a seleção em apenas 10 jogos, uma média bem promissora... Rógvi Baldvinsson marcou o segundo aos 87', também seu segundo gol com seleção faroesa, mas a reação parou aí.

Fonte: in.fo

Gols do jogo:



MALTA 3-2 ILHAS FAROE
19 de novembro de 2013
Público: 1050
Estádio: Ta'Qali National Stadium, Ta'Qali, Malta.
Gols: Ryan Fenech 18' (1-0), Michael Mifsud 20' (2-0), Jonathan Caruana 41' (3-0), Hallur Hansson 79' (3-1) e Rógvi Baldvinsson 87' (3-2).

Ilhas Faroe: 1. Gunnar Nielsen, 2. Jónas Þór Næs (capitão), 3. Erling Jacobsen, 4. Rógvi Baldvinsson, 5. Pól Johannus Justinussen, 6. Hallur Hansson, 7. Heini Vatnsdal, 8. Christian Mouritsen, 9. Daniel Udsen, 10. Klæmint Olsen, 11. Páll Klettskarð.

Substituições:
entrou: 13. Ragnar Nattestad (46')
saiu: 8. Christian Mouritsen
entrou: 15. Sølvi Vatnhamar (71')
saiu: 10. Klæmint Olsen
entrou: 17. René Joensen (82')
saiu: 9. Daniel Udsen
entrou: 14. Karl Løkin (87')
saiu: 7. Heini Vatnsdal

Técnico: Lars Olsen (Dinamarca)

Estatísticas: Faroe Soccer

sábado, 16 de novembro de 2013

Grandes notícias para o Skála

Eliesar Olsen (à esquerda).
E finalmente temos notícias do Skála! O clube recém promovido confirmou que Eliesar Olsen será o treinador em 2014, e confirmou também duas boas contratações!

Pætur Dam Jacobsen está de volta à equipe, onde jogou entre 2005 e 2008. Ele estava desde 2009 no EB/Streymur e já representou a seleção faroesa. A outra contratação foi Andras Frederiksberg, do NSÍ, que foi revelado no Skála.

Mikkjal Thomassen, que treinou o B36 na temporada passada fará parte da comissão técnica de Eliesar Olsen, que terá Bogi Gregersen como assistente. Olsen tem apenas 24 anos de idade.

Fonte: Sportal

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Jógvan Martin Olsen e Øssur Hansen trabalharão juntos no B68

Øssur Hansen, Beinta Mikkelsen (presidente do B68) e Jógvan Martin Olsen
O B68 terá o experiente Jógvan Martin Olsen trabalhando junto com Øssur Hansen na temporada 2014. Hansen foi o técnico campeão da 1. deild, a segunda divisão faroesa, na temporada passada.

A equipe também já começou a se movimentar no mercado de transferências de jogadores e já contratou o marfinense Evrard Blé.

Fonte: in.fo

Evrard Blé no B68

Evrard Blé contra o KÍ, ainda com a camisa do 07 Vestur.
Evrard Blé será jogador do B68 em 2014.

O marfinense tem uma longa carreira nas Ilhas Faroe, onde joga desde 2005. Na temporada passada, começou como jogador do 07 Vestur, jogou 12 jogos e marcou 3 gols, mas depois mudou para o B36, jogou também 12 jogos, mas marcou só 1 gol.

Fonte: Norðlýsið

Jákup Mikkelsen é o novo treinador de goleiros da seleção faroesa

Jákup Mikkelsen e a FSF entraram em acordo e ele será o novo treinador de goleiros da seleção faroesa.

Jákup Mikkelsen contra a Lituânia em 2009.
Ele substituirá o dinamarquês Mogens Krogh que se tornou técnico do FC Nordvest time da terceira divisão dinamarquesa. 

Mikkelsen jogou suas últimas temporadas pelo ÍF e tem 73 jogos com a camisa da seleção faroesa, sendo superado somente por Óli Johannesen (83) e Fróði Benjaminsen (79).

Fonte: FSF

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Resumo da temporada 2013

Trago a vocês a revisão da temporada, feita por Hans Pauli Joensen, correspondente da UEFA nas Ilhas Faroe!

"Esta é a melhor equipe jamais vista nas Ilhas Faroe", disse Oddbjørn Joensen, treinador do campeão HB Tórshavn, enquanto Fróði Benjaminsen foi eleito jogador do ano pela quarta vez.

por Hans Pauli Joensen
de Tórshavn

O HB celebra a conquista do título de 2013 nas Ilhas Faroe.

Após ser eliminado pelos islandeses do ÍBV Vestmannaeyjar na primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League, o HB Tórshavn falhou mais uma vez a conquista da Taça das Ilhas Faroe - troféu que lhe escapa desde 2004 - mas não houve como detê-lo no campeonato.

Campeão: HB Tórshavn
Apesar de o HB ter conquistado seis títulos entre 2002 e 2010, a pressão por um novo triunfo no campeonato ressurgiu após evitar a despromoção em 2011 e a conquista do terceiro lugar em 2012. Depois de ter assumido o comando da equipe início da temporada, Oddbjørn Joensen fez esta exibir-se em grande estilo, com uma marca de futebol ofensivo que deixou os adversários longe.

Terminou cinco pontos acima do grupo perseguidor, depois de ter marcado o ritmo da liga. "No geral, penso que esta é a melhor equipe jamais vista nas Ilhas Faroe. Honestamente, acredito que a seleção nacional teria problemas se defrontasse o HB na próxima força", concluiu Joensen.

Final da Taça: Víkingur 2-0 EB/Streymur
O EB/Streymur bateu o HB no desempate por grandes penalidades nas quartas de final e, pela segunda época consecutiva, perdeu a final para o Víkingur. E foi a terceira conquista da taça pelo Víkingur em seis anos desde a sua formação em 2008, a partir da fusão do GÍ Gøta com o LÍF Leirvík - e todos os triunfos aconteceram à custa do EB/Streymur. O ponta-de-lança Finnur Justinussen colocou o Víkingur na rota da vitória aos 14 minutos, antes de o médio Sølvi Vatnhamar fazer o segundo tento cinco minutos mais tarde, após o que não mais a vitória esteve em causa.

Lugares europeus*
HB Tórshavn - primeira pré-eliminatória da UEFA Champions League
ÍF Fuglafjørður - primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League
B36 Tórshavn - primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League
Víkingur - primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League

* sujeito a confirmação final por parte da UEFA

Jogador do ano: Fróði Benjaminsen (HB Tórshavn)
O vencedor em 2001, 2009 e 2010, ganhou o quarto troféu de Jogador do Ano da carreira. Não apenas pela inspiração prestada ao ataque e à defesa pelo capitão de 35 anos, mas também por ter sido o melhor marcador da equipe, com 11 gols. O treinador Joensen revelou-se orgulhoso pelo seu médio. "É um goleador, um jogador que gosta de ter a bola, que trabalha muito e um exemplo para todos quando está a treinar, pois dá o máximo em cada sessão e inspira os nossos avançados com a sua atitude."

Benjaminsen prefere falar mais com os pés e mostrou-se modesto no momento em que recebeu o prêmio. "Esta honra significa muito para mim e estou muito feliz por isso, mas só aconteceu fruto do apoio dos meus colegas."

Jogador a seguir: Heini Vatnsdal (HB Tórshavn)
Tendo representado o FC Suðuroy antes de rumar ao HB esta temporada, o médio Vatnsdal, de 22 anos, estava longe de ser um nome familiar, embora as exibições nas seleções nacionais jovens fizessem com que o seu potencial já estivesse sinalizado. No entanto, rapidamente começou a se destacar no HB ao marcar nove gols na liga e chamou a atenção do selecionador Lars Olsen, que lhe permitiu a estreia, em junho, frente à República da Irlanda, na qualificação para o Campeonato do Mundo.

Equipe-sensação: ÍF Fuglafjørður
Apesar de alguns dos jogadores terem voltado ao clube após o êxodo verificado no final da época anterior, foi com surpresa que o ÍF terminou como vice-campeão pelo segundo ano consecutivo, revelando-se o único adversário incômodo para o conquistador HB. O ÍF chegou a distar dez pontos do líder, mas, ao vencê-lo por 3-1, reduziu para cinco na fase final da temporada. "Chegamos ao fim nos lugares de cima da classificação e era onde queríamos estar", disse o presidente Magnus Jørmundsson. "Somos agora uma força consagrada".

Melhor marcador: Klæmint Andrasson Olsen, NSÍ Runavík (21)
Despromovidos: 07 Vestur e TB Tvøroyri
Promovidos: B68 Toftir e Skála

Número: 68
Gols apontados pelo campeão HB ao longo da temporada: um recorde nacional.

Frase
"Mudei de cavalo para porco."
Com o Víkingur a lutar pela manutenção, o mantra do capitão Atli Gregersen era: "temos de voltar a ser cavalo", mas depois de mais uma derrota, decidiu que a sua equipe poderia mudar de espécie animal.

Leia a versão original no site da UEFA

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Súni Olsen de volta ao Víkingur

Súni Olsen (à direita)
Súni Olsen acertou sua volta ao Víkingur, seu ex-clube, ainda antes do término da temporada.* 

Ele tem 32 anos e jogou 53 partidas pela seleção faroesa, além de ter jogado até na Eredivisie pelo FC Zwolle (atual PEC Zwolle) na temporada 2001-02. Representou o Víkingur nos anos de 2009 e 2010 antes de se transferir para o B36.

*Essa foi a primeira movimentação no mercado de transferências e eu não tinha ficado sabendo...

Fonte: Víkingur

Time da temporada 2013 da Effodeildin

Entre os prêmios da temporada faroesa 2013, houve ainda o de Fair Play, que foi dado ao 07 Vestur. E também, a escolha do time da temporada!

Goleiro: Teitur Gestsson (HB).
Defensores: Bárður Hansen (Víkingur), Jóhan Troest Davidsen (HB), Høgni Zachariassen (ÍF) e Pól Jóhannus Justinussen (NSÍ).
Meio-campistas: Christian Mouritsen, Fróði Benjaminsen e Símun Samuelsen (todos do HB).
Atacantes: Páll Klettskarð (KÍ), Klæmint Olsen (NSÍ) e Finnur Justinussen (Víkingur).

Fonte: FSF

domingo, 10 de novembro de 2013

Os melhores da temporada 2013

Fróði Benjaminsen foi eleito o melhor jogador da temporada 2013.
Foto: in.fo
Técnicos e capítães dos times e ainda os jornalistas votaram e decidiram os melhores da temporada nas Ilhas Faroe.

Melhor jogador: Fróði Benjaminsen (HB).
Melhor técnico: Albert Ellefsen (ÍF).
Melhor goleiro: Teitur Gestsson (HB).
Melhor defensor: Jóhan Troest Davidsen (HB).
Melhor meio-campista: Fróði Benjaminsen (HB).
Melhor atacante: Páll Klettskarð (KÍ).
Melhor jogador com menos de 21 anos: Hørður Askham (B36).
Melhor árbitro: Lars Müller.

Eu não concordei com alguns prêmios, como o de melhor treinador, acho que deveria ter ido para Oddbjørn Joensen do HB, que fez um bom time, competitivo e que não tinha só um destaque individual, ora Benjaminsen decidia, ora Christian ou Kristin Mouritsen, Samuelsen, etc., foi uma equipe fantástica que por pouco não passou de fase na Europa League.

Outro que eu não concordei foi com o de melhor atacante ter ido para Klettskarð, do KÍ, o jogador que mais merecia esse prêmio era Klæmint Olsen, do NSÍ, que na reta final do campeonato levou sua equipe nas costas, chegando a fazer 4 gols em uma mesma partida, e muitas vezes foi decisivo, além de ter sido artilheiro da liga.

E, o de melhor jogador jovem também, nem me lembro de ter visto o nome desse garoto durante a temporada, foi uma surpresa pra mim, mas acho que é pelo fato de eu não poder assistir os jogos, e ter que me basear somente pelos melhores momentos dos jogos e pelas estatísticas que não pude ver a qualidade do garoto. Mas, um que eu me lembro bem é Poul Ingason que fez um bom começo de temporada pelo TB.

Fonte: KVF

Karl Løkin de volta ao ÍF

Karl Løkin e Magnus Jørmundsson.
Depois de jogar a última temporada pelo NSÍ, Karl Løkin está de volta ao ÍF. 

Ele começou sua carreira no NSÍ, depois mudou-se para o ÍF e na última temporada retornou à equipe de Runavík, jogando 23 vezes sem marcar nenhum gol.

Fonte: Sportal

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Convocação das Ilhas Faroe para o amistoso contra Malta

Foi divulgada a lista dos 19 convocados pelo técnico Lars Olsen para o amistoso contra Malta no dia 19.

Goleiros: Teitur Gestsson (HB), Kristian Joensen (NSÍ) e Gunnar Nielsen (Motherwell, Escócia).

Defensores: Pól Jóhannus Justinussen (NSÍ*), Erling Jacobsen (Víkingur), René Joensen (Brøndby, Dinamarca), Sonni Ragnar Nattestad (FC Midtjylland, Dinamarca), Viljormur Davidsen (Vejle BK, Dinamarca), Jónas Þór Næs (Valur, Islândia) e Rógvi Baldvinsson (Bryne, Noruega).

Meio-campistas: Heini Vatnsdal, Christian Mouritsen (ambos do HB), Karl Løkin (NSÍ), Sølvi Vatnhamar (Víkingur), Hallur Hansson (AaB Ålborg, Dinamarca) e Daniel Udsen (Helsingør, Dinamarca).

Atacantes: Páll Klettskarð (KÍ), Klæmint Olsen (NSÍ) e Finnur Justinussen (Víkingur).

Fonte: FSF

* Pól Jóhannus Justinussen foi convocado por sua boa temporada como jogador do NSÍ, mas já é jogador do EB/Streymur.

Levi Hanssen de volta ao HB

Levi Hanssen e Fróði Benjaminsen, em 2010.
O meia-atacante Levi Hanssen está de volta ao HB. O jogador nascido na Nova Zelândia, mas criado em Tórshavn, jogou pelo atual campeão faroês somente um ano, em 2010, mas é querido pelos torcedores.

Hanssen iniciou sua carreira no B36 em 2004, jogou pelo Skála em 2006 e 2007, e mudou-se para o EB/Streymur em 2008, passou pelo HB em 2010, mas no ano seguinte retornou ao EB/Streymur.

Apesar de ter apenas 25 anos, já foi campeão faroês 4 vezes e por 3 equipes diferentes! Em 2005 pelo B36, 2008 pelo EB/Streymur, 2010 pelo HB e 2012 novamente pelo EB/Streymur.

Ele tem 3 jogos com a camisa da seleção faroesa.

Fonte: HB

Bill McLeod novo técnico do AB

Bill McLeod (à esquerda).
O AB já encontrou seu treinador para a temporada 2014, e ele é Bill McLeod Jacobsen.

Bill McLeod já treinou vários times nas Ilhas Faroe e até a seleção faroesa sub-21. Na temporada 2013, ele treinou o TB como técnico interino por 5 jogos, mas só venceu 1 e perdeu 4.

Fonte: AB

Jovem do NSÍ no AB

O AB está investindo pesado para a temporada 2014, e já fez a sua terceira contratação!


É o zagueiro Andras Brixen Vásheyg, de apenas 21 anos, e que estava no NSÍ. Andras fez 12 jogos em 2013 pela equipe de Runavík, 11 pela liga e 1 pela copa, e marcou 1 gol.

Fonte: AB

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Trygvi Mortensen é o novo técnico do NSÍ

Trygvi Mortensen e Helgi Petersen.
Depois de perder seu técnico para o HB, o NSÍ finalmente anunciou quem será o novo treinador, Trygvi Mortensen.

Ele assinou por 2 anos e terá como auxiliar técnico Helgi Petersen.

Fonte: NSÍ

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Gibraltar confirma amistoso com as Ilhas Faroe

A seleção faroesa enfrentará a mais nova seleção europeia, a de Gibraltar.

A partida será no dia 1 de março de 2014, no Victoria Stadium, o estádio nacional de Gibraltar.

Fonte: Twitter/@GibraltarFA

Pól Jóhannus Justinussen acerta com o EB/Streymur

O EB/Streymur chegou a um acordo de 2 anos com o meio-campista Pól Jóhannus Justinussen.

Pól Jóhannus tem 24 anos e estava jogando no NSÍ, e também joga pela seleção faroesa.

Fonte: EB/Streymur

Bárður Olsen no AB


Bárður Olsen é o segundo jogador do campeão faroês HB a mudar-se para o AB (o primeiro foi o goleiro reserva Hans Jørgensen). Depois de perder seu técnico, a equipe de Argir está querendo montar um bom time para não se preocupar com rebaixamento e tentar um lugar nas competições europeias.

Fonte: in.fo

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Hans Jørgensen é o novo goleiro do AB


O goleiro reserva do HB, Hans Jørgensen, vai defender o AB na temporada 2014. Apesar de ter sido reserva no atual campeão faroês, ele é considerado um bom goleiro, e era inclusive convocado pela seleção como terceiro goleiro junto com o goleiro titular do HB, Teitur Gestsson.

Fonte: in.fo

Heðin Askham novo técnico do HB

O HB foi campeão faroês, mas mesmo assim, está de técnico novo! Heðin Askham será o treinador da equipe na temporada 2014.

Heðin Askham (no centro), com o presidente do HB Finnbogi Arge (à direita) e Børge B. Hansen, vice-presidente (à esquerda).
Fonte: in.fo

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O mercado de transferências já está aberto!

A temporada 2013 mal acabou, mas os times já estão pensando em 2014! 

Sámal Erik novo técnico do B36

Sámal Erik Hentze que treinou o AB nessa temporada, será o técnico do B36 em 2014.

Fonte: in.fo







Ndende no KÍ

O senegalês de 30 anos, Ndende Adama Guéye que estava no TB não vai disputar a 1. deild, assinou com o KÍ e já até vestiu a camisa!

Fonte: Norðlýsið

sábado, 26 de outubro de 2013

Última rodada da Effodeildin 2013

Hoje tivemos a última rodada da Effodeildin na temporada 2013, apesar do campeão já estar definido, restou a briga pela última vaga na UEFA Europa League, entre B36 e NSÍ.

O NSÍ precisava vencer o já campeão HB e torcer para o B36 não vencer o ÍF. O time de Runavík fez sua parte, mas o B36 também venceu, e teremos os dois times da capital faroesa disputando competições europeias.

Tivemos também nessa rodada a maior goleada da temporada: KÍ 7-1 07 Vestur.

E, por último, a briga pela artilharia. Páll Klettskarð fez um hat-trick na goleada do KÍ, mas Klæmint Olsen fez 2 na vitória do NSÍ, e como já tinha vantagem de 2 gols antes do início da rodada, ainda terminou com 1 gol a frente.

Resultados da rodada:
KÍ 7-1 07 Vestur
TB 1-1 Víkingur
NSÍ 4-2 HB
ÍF 1-3 B36
AB 0-3 EB/Streymur.

Estatísticas da temporada

Partidas disputadas: 135
Gols: 463
Média de gols: 3,43
Cartões amarelos: 460
Cartões vermelhos: 33
Artilheiro: Klæmint Olsen, 21 gols.
UEFA Champions League: HB
UEFA Europa League: Víkingur, ÍF e B36.
Rebaixados: TB e 07 Vestur.

Fonte: Faroe Soccer

Veja as fotos da entrega da taça ao campeão HB no in.fo.

domingo, 20 de outubro de 2013

HB campeão faroês pela 22ª vez!

Torcedores comemorando o 22º título faroês do HB
Imagem: UEFA
O HB confirmou a conquista do 22º título de campeonato da sua história ao bater hoje o TB por 1-0 em Tórshavn, pela 26ª rodada da Effodeildin 2013. Jogando em casa, a equipe se impôs desde o início do jogo, com o goleiro adversário Ivan Stojković sendo obrigado a fazer grandes defesas. No segundo tempo, o brasileiro Alex José dos Santos teve a chance de abrir o placar, mas perdeu um gol incrível.

O TB tentou estragar a festa com Ndende Adama Guéye, mas o goleiro Teitur Gestsson evitou o gol. O gol do HB saiu dos pés de Christian Mouritsen aos 68', num lance de muita reclamação dos jogadores adversários.

Com a vitória o time, que havia sido campeão pela última vez em 2010, manteve a vantagem de 5 pontos para o segundo colocado, ÍF, e não pode mais ser alcançado já que só resta mais uma rodada. O TB está rebaixado e vai jogar a 1. deild em 2014.

Tela do estádio Gundadalur anunciando o HB como campeão de 2013
Imagem: site oficial do HB
Oddbjørn Joensen à UEFA: "É fantástico, pois é um sonho tornado realidade para mim e não pode ser melhor do que isto. Este ano foi extremamente bom para nós. Jogamos muito bem e a equipe esteve sempre na frente desde a sexta jornada. É, realmente, uma grande redenção para nós, termos finalmente, conquistado o título."

Outros resultados:
07 Vestur 0-3 AB
ÍF 3-1 NSÍ
Víkingur 3-0 KÍ
EB/Streymur 1-2 B36

HB 1-0 TB
20 de outubro de 2013
Público: 1000
Estádio: Gundadalur, Tórshavn
Gol: Christian Mouritsen 68'

Estatísticas: Faroe Soccer



Veja as imagens do jogo e da comemoração de jogadores e torcedores no in.fo

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Amistoso contra Malta em 19 de novembro

A Federação Faroesa de Futebol (FSF, na sigla em faroês) anunciou um amistoso contra Malta em 19 de novembro.

Estádio Ta Qali, em Malta, com capacidade para 18.000 pessoas.
A partida será disputada em Malta, no estádio Ta Qali, que possui capacidade para 18.000 pessoas. Malta e Ilhas Faroe já se enfrentaram oficialmente em duas ocasiões nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1998, e a seleção faroesa venceu os dois jogos por 2-1.

Atualmente Malta é a seleção de número 140 no Ranking da FIFA.

Fonte: FSF

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Vitória histórica da Áustria sobre as Ilhas Faroe

Você não leu errado! A vitória da Áustria sobre as Ilhas Faroe terça-feira foi a primeira em três tentativas com as Ilhas Faroe como mandante!

O primeiro jogo entre essas seleções todo mundo conhece, 1-0 para as Ilhas Faroe em Landskrona, na Suécia, pelas Eliminatórias do Euro 1992. O segundo jogo terminou empatado em 1-1, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Ivanschitz abriu o placar para a Áustria.
Imagem: UEFA

Ontem, a Áustria quebrou esse pequeno tabu com os gols de Ivanschitz, aos 17', Prödl aos 64' e Alaba, do Bayern, aos 67' de pênalti.

Fiquei um pouco decepcionado com as Ilhas Faroe, esperava muito desse jogo, que conseguissem um empate, ou mais uma grande vitória, mas nem gol marcou... Diferente das outras partidas em que pelo menos marcou gol, exceto na poderosa Alemanha, e até deu um certo trabalho contra a Suécia...

ILHAS FAROE 0-3 ÁUSTRIA
15 de outubro de 2013
Público: 3100
Estádio: Tórsvøllur, Tórshavn
Gols: Andreas Ivanschitz 17', Sebastian Prödl 64' e David Alaba 67' (p)

Ilhas Faroe: 1. Gunnar Nielsen, 2. Jónas Þór Næs, 3. Viljormur Davidsen, 4. Jóhan T. Davidsen, 5. Rógvi Baldvinsson, 6. Súni Olsen, 7. Fróði Benjaminsen (capitão), 8. Hallur Hansson, 10. Christian L. Holst, 13. Pól Jóhannus Justinussen, 18. Páll A. Klettskarð.

Substituições: 
entrou: 12. Christian R. Mouritsen (71')
saiu: 10. Christian L. Holst
entrou: 20. Klæmint A. Olsen (74')
saiu: 18. Páll A. Klettskarð
entrou: 11. Jóan Símun Edmundsson (82')
saiu: 6. Súni Olsen

Técnico: Lars Olsen (Dinamarca)

Fonte: Faroe Soccer

sábado, 12 de outubro de 2013

Ilhas Faroe empata com o Cazaquistão em 1 a 1

As Ilhas Faroe recebeu o Cazaquistão e conquistou seu primeiro ponto nessas eliminatórias!

Equipes perfiladas no estádio Tórsvøllur.
Imagem: Sportal
Apesar da seleção cazaque ter começado pressionando, a seleção faroesa logo assumiu o controle do jogo e terminou o primeiro tempo vencendo. Aos 41', Hallur Hansson, que joga no AaB (Dinamarca), fez seu primeiro gol com a camisa da seleção, um golaço!

Hallur Hansson comemorando o gol.
Imagem: in.fo
No segundo tempo, infelizmente, o empate cazaque não tardou muito... Andrei Finonchenko empatou logo aos 55', após uma defesa parcial de Gunnar Nielsen.

Acho que todos sabemos a situação da landsliðið nas Eliminatórias, então não vou ficar explicando... Pelo menos a seleção não vai encerrar com zero pontos.

ILHAS FAROE 1-1 CAZAQUISTÃO
11 de outubro de 2013
Público: 2500
Estádio: Tórsvøllur, Tórshavn
Gols: Hallur Hansson 41' (1-0), Andrei Finonchenko 55' (1-1)


Ilhas Faroe: 1. Gunnar Nielsen, 2. Jónas Þór Næs, 3. Viljormur Davidsen, 4. Jóhan T. Davidsen, 5. Rógvi Baldvinsson, 7. Fróði Benjaminsen (capitão), 8. Hallur Hansson, 9. Daniel Udsen, 10. Christian L. Holst, 11. Jóan Símun Edmundsson, 13. Pól Jóhannus Justinussen.

Substituições:
entrou: 6. Súni Olsen (77')
entrou: 18. Páll A. Klettskarð (77')
saiu: 9. Daniel Udsen
saiu: 11. Jóan Símun Edmundsson

Técnico: Lars Olsen (Dinamarca)

Estatísticas: Faroe Soccer

Melhores momentos do jogo:



Veja a galeria de imagens da partida no in.fo.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Sete razões para amar o futebol faroês

Achei essa ótima postagem na versão em inglês do site da UEFA. Não sei por que não colocaram na versão em português... Mas eu fiz a tradução!

por Hans Pauli Joensen
de Tórshavn

Com um título que consistentemente muda de mãos, famílias de internacionais e um primeiro ministro ostentando quatro convocações, o UEFA.com destaca sete razões para amar o futebol nas Ilhas Faroe.

Fãs tem muito o que apreciar nas Ilhas Faroe.
Enquanto a Primeira Divisão Faroesa entra na sua reta final da temporada 2013, o UEFA.com escolhe sete razões para amar o futebol em um dos menores países da Europa. O HB Tórshavn está em direção ao seu primeiro campeonato desde 2010, mas a divisão superior faroesa tem muito mais a oferecer com gols em grande quantidade, quatro campeões diferentes em dez anos e um primeiro ministro convocado a nível internacional.

Mantendo-o na família

Não são muitos os times nacionais que incluem um jogador que é a terceira geração de uma família que é convocado pelo seu país. Entretanto, este é o caso do zagueiro de 23 anos Odmar Færø, que fez sua estreia internacional contra a Islândia em 15 de agosto de 2012. Seu pai, que atende pelo mesmo nome, representou as Ilhas Faroe nos anos 1980 e 1990, enquanto nos anos 1960 foi seu avô, também Odmar Færø, quem vestiu a camisa nacional.

Imprevisibilidade

Embora a Primeira Divisão Faroesa não produza o mesmo padrão de futebol que as principais ligas europeias, ainda há muita empolgação com cinco lados diferentes levantando o título nas últimas dez temporadas. Na verdade, o troféu mudou de mãos ao fim de cada uma das últimas três campanhas com HB, B36 Tórshavn e EB/Streymur saindo vitoriosos.

Gols, gols, gols

Todo mundo ama assistir muitos gols e não é diferente nas Ilhas Faroe. Com uma média de mais de três gols por jogo no nível superior há entretenimento considerável.

Cenário de tirar o fôlego

Campo do AB Argir com vista para o mar.
Wembley Stadium, Camp Nou e Fußball Arena München podem ser considerados entre os estádios mais belos do futebol europeu, mas poucos times são capazes de apreciar a paisagem de tirar o fôlego das Ilhas Faroe. A maioria dos jogos da divisão superior ocorrem em meio a um cenário de montanhas, fiordes e o Oceano Atlântico.

Trabalho ético

O ex-treinador nacional Brian Kerr uma vez disse que nunca tinha visto um jogador atuar tão bravamente e dar tanto quanto Fróði Benjaminsen fez em uma partida contra a França. No dia seguinte, Kerr estava em seu caminho para o aeroporto quando ele recebeu um telefonema do presidente da Associação de Futebol das Ilhas Faroe (FSF) que lhe disse que quando chegou em seu escritório às 8h daquela manhã, ele esbarrou com Benjaminsen.

Um carpinteiro de profissão, o defensor foi derrubando os cartazes de publicidade ao redor do estádio. Kerr disse mais tarde: "Eu simplesmente não podia acreditar, mas era verdade, e aquilo diz um pouco sobre a inacreditável atitude de muitos dos jogadores faroeses."

Onde um esporte não é suficiente

Jens Martin Knudsen em seu famoso gorro com pompom
 Em um país com uma população estimada de 49.000 as mesmas pessoas muitas vezes aproveitam o sucesso em diferentes campos. Alguns futebolistas tornaram-se renomados músicos, enquanto o atual Primeiro Ministro Kaj Leo Johannesen foi convocado quatro vezes a nível internacional durante uma curta carreira de goleiro. Outro guardião, Jens Martin Knudsen - o 'goleiro com gorro de pompom' que jogou na famosa vitória contra a Áustria em 1990 - também jogou pela seleção de handebol e venceu vários campeonatos faroeses na ginástica.

Liberdade

Estádio Tórsvøllur em Tórshavn
Estádios não são trancados após os jogos ou sessões de treino, um grande sucesso com os fãs que têm a liberdade de jogar nos campos. Essa liberdade é algo que é particularmente apreciado por Marcin Michalski, um polonês admirador do futebol faroês. "Você pode simplesmente pegar sua bola e jogar sempre que quiser," disse ele. "Marcar de pênalti no famoso Tofta Leikvøllur ou chutar à distância no estádio Gundadalur - eu tentei isso uma centena de vezes!". A atmosfera relaxada é também evidente em cada partida da divisão superior, onde as crianças podem brincar no campo ao intervalo como substitutos fazem seu melhor para aquecer ao redor deles.

Permanecendo com os pés no chão

EB/Streymur jogou aqui até 2006
Mesmo os melhores jogadores permanecem com os pés no chão. Se eles marcaram o gol da vitória no fim de semana, então eles têm que voltar ao seu trabalho normal na manhã de segunda - o chefe de um jogador pode ser o torcedor que o aplaudiu no jogo anterior. "Não há quase nenhum estrelato nas Ilhas Faroe," disse o francês Clément Blaizot, um acompanhador do futebol faroês. "A qualquer momento Símun Samuelsen ou Hallur Hansson podem andar nas ruas de Tórshavn sem um guarda-costas, e você pode falar com eles."

Leia a versão original no site da UEFA

sábado, 21 de setembro de 2013

O dia em que o EB enfrentou o Streymur


Você que acompanha o futebol faroês deve saber que o EB/Streymur é o resultado da fusão de dois times: o Eiðis Bóltfelag, mais conhecido como EB, e o Ítróttarfelagið Streymur, chamado apenas de Streymur. Pois é, eu achei no site Faroe Soccer, uma ocasião em que esses dois times se enfrentaram.

Mas, primeiro, vamos saber um pouco sobre os times!

Os dois times eram pequenos, disputaram somente a segunda e a terceira divisão. E em 1993 resolveram se fundir para formar um único time: o EB/Streymur. No começo, não mudou muita coisa, o novo time continuava frequentando a segunda divisão, mas com uma injeção de novos talentos, o time conseguiu ser promovido à primeira divisão, e se tornar um time campeão como é hoje.




 Fundado em 23 de fevereiro de 1913, o EB estaria hoje  no ano de seu centenário

Já o Streymur, foi fundado em 1976.




O JOGO

O jogo aconteceu na Copa das Ilhas Faroe de 1987, na fase oitavas de final. Claro que podem ter havido outros confrontos antes, na segunda ou terceira divisão... Mas esse é o único que tem no Faroe Soccer e deve ter sido o mais decisivo.

A partida aconteceu no dia 28 de maio de 1987, em Eiði. O time da casa, o EB, saiu na frente com o islandês Unnstein Olafsson aos 29', e dois minutos mais tarde fez o segundo com Konrad Joensen. No fim do primeiro tempo, aos 45', Finnbjørn Zachariasen diminuiu para o Streymur, dando esperanças para o segundo tempo.

No segundo tempo, logo aos 50', Jógvan Páll Joensen empatou para o Streymur. A partida continuou empatada e foi para a prorrogação. O empate persistiu e o jogo foi para os pênaltis, e o Streymur levou a melhor, vencendo por 2-3.

EB 2-2 STREYMUR
25 de maio de 1987
Estádio: á Mølini, Eiði
Gols: Unnstein Olafsson 29' (1-0), Konrad Joensen 31' (2-0), Finnbjørn Zachariasen 45' (2-1) e Jógvan Páll Joensen 50' (2-2).
Pênaltis: 2-3

Fontes de pesquisa: Faroe Soccer, Wikipedia.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

12 de Setembro: Dia Histórico para o Futebol Faroês

Há exatos 23 anos as Ilhas Faroe faziam seu primeiro jogo oficial, válido pelas Eliminatórias do Euro 1992, a seleção faroesa surpreendeu o mundo e venceu por 1 a 0 a Áustria, que naquele mesmo ano disputou a Copa do Mundo na Itália.

O momento do gol...
A partida foi disputada em Landskrona na Suécia. O gol foi marcado por Torkil Nielsen aos 61', escrevendo para sempre seu nome na história do futebol faroês!


ILHAS FAROE 1-0 ÁUSTRIA
12 de setembro de 1990
Público: 1,157
Estádio: Landskrona Idrottsplats, Landskrona, Suécia.
Gol: Torkil Nielsen 61'.

Ilhas Faroe:
1. Jens Martin Knudsen
2. Jóannes Jacobsen
3. Tummas Eli Hansen
4. Mikkjal Danielsen
5. Julian Hansen
6. Allan Mørkøre
7. Torkil Nielsen
8. Jan Dam
9. Ábraham Løkin
10. Kári Reynheim
11. Kurt Mørkøre

Banco:
16. Kaj Leo Johannesen
12. Jens Erik Rasmussen
13. Magni Jarnskor
14. Poul Enok Hansen
15. Gunnar Mohr

Técnico: Páll Guðlaugsson (Islândia)

Fonte: FSF