sábado, 29 de outubro de 2016

Os prêmios da temporada 2016

Os artilheiros Milja Simonsen e Klæmint Olsen
receberam as chuteiras de ouro.
Ontem foi realizada a cerimônia de premiação da Effodeildin e da 1. deild kvinnur. Os prêmios de melhor jogador e jogadora foram para Sølvi Vatnhamar e Rannvá Andreasen. Jóannes Bjartalíð foi eleito o melhor jogador jovem (com menos de 21 anos) pelo segundo ano consecutivo. Confira todos os vencedores:

Melhores jogadores
Sølvi Vatnhamar, Víkingur
Rannvá Andreasen, KÍ



Melhores jogadores jovens
Jóannes Bjartalíð, KÍ
Evy á Lakjuni, KÍ



Melhores goleiros
Kristian Joensen, KÍ
Ana Ivanov, KÍ

Melhores defensores
Atli Gregersen, Víkingur
Durita Hummeland, EB/Streymur/Skála

Melhores meias
Sølvi Vatnhamar, Víkingur
Rannvá Andreasen, KÍ

Melhores atacantes
Klæmint Olsen, NSÍ
Milja Simonsen, HB



Melhores técnicos
Sámal Erik Hentze, Víkingur
Aleksandar Jovevic, KÍ

Melhores árbitros
Lars Müller
Kjartan á Gravarbø

Chuteira de Ouro
Klæmint Olsen, NSÍ - 23 gols
Milja Simonsen, HB - 25 gols

Times da temporada

Effodeildin: Kristian Joensen (KÍ); Jóhan Troest Davidsen (HB), Atli Gregersen (Víkingur), Jonas Flindt Rasmussen (KÍ), Erling Jacobsen (Víkingur); Jóannes Bjartalíð (KÍ), Sølvi Vatnhamar (Víkingur), Semir Hadzibulic (KÍ), Árni Frederiksberg (NSÍ); Klæmint Olsen (NSÍ) e Páll Klettskarð (KÍ)

1. deild kvinnur: Ana Ivanov (KÍ); Durita Hummeland (EBS/Skála), Súsanna Maria Hansen (B36), Ragna Patawary (KÍ), Rakul Magnussen (EBS/Skála); Birna Tummasardóttir (EBS/Skála), Ansy Sevdal (EBS/Skála), Eyðvør Klakstein (KÍ), Rannvá Andreasen (KÍ); Milja Simonsen (HB) e Margunn Lindholm (EBS/Skála)

Fair Play: ÍF

Veja a galeria de imagens da premiação

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Seleção sub-17 faz história!

Seleção se classificou para a Etapa de Elite pela primeira vez.
Foto: FSF
Jogando em Luxemburgo, a seleção faroesa sub-17 fez história e se classificou para a chamada Etapa de Elite das eliminatórias do Euro da categoria. As Ilhas Faroe atingiu o feito ficando em segundo lugar no grupo 3, que ainda tinha Suíça e República Tcheca.

No primeiro jogo, contra os tchecos, a grande surpresa: vitória por 2 a 0 com gols de Lukas Giessing, aos 2', e Steffan Løkin, aos 45' (isso é cinco do segundo tempo, pois são 2 tempos de 80 minutos).

Gols do jogo:



Na segunda partida, contra os suíços, que venceram os anfitriões na primeira rodada por 2 a 1, derrota faroesa por 3 a 0.

Como se classificavam também os cinco melhores terceiros, com os resultados contra os últimos colocados do grupo não sendo levados em consideração na comparação entre as campanhas, bastava um empate contra Luxemburgo, que perdeu na segunda rodada para a República Tcheca por 2 a 0.

Tórur Jacobsen abriu o placar nos acréscimos do primeiro tempo, aos 41', e aumentou a vantagem faroesa aos 57', mas a seleção da casa buscou o empate com gols de Yannick Schaus, aos 66' e 73', de pênalti.

Na outra partida a Suíça perdia por 3 a 2 até o fim do segundo tempo, mas empatou nos acréscimos. O gol colocou as Ilhas Faroe em segundo lugar no grupo, já que levava a melhor sobre a República Tcheca no confronto direto.

Classificação - Grupo 3
1. Suíça - 7
2. Ilhas Faroe - 4
3. República Tcheca - 4
4. Luxemburgo - 1

Na etapa de elite são 8 grupos de 4 seleções. Os primeiros colocados de cada grupo mais os sete melhores segundos se classificarão para o Euro sub-17 do próximo ano, que será na Croácia.

O sorteio dos grupos será no dia 13 de dezembro e os jogos serão no fim de março. O Euro sub-17 é disputado anualmente.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Effodeildin 2016 termina com título inédito do Víkingur

Víkingur finalmente conquistou o título nacional.
E infelizmente acabou a Effodeildin... Uma temporada fantástica, disputada até a última rodada, e que acabou com a conquista de um título inédito!

O Víkingur foi fundado há 8 anos, nascido da fusão entre o tradicional GÍ, seis vezes campeão faroês, e o Leirvík. Nos últimos anos sempre entrava como favorito ao título, mas acabava perdendo o fôlego na reta final. Pelo menos ganhava a Copa. Mas foi justamente quando não conseguiu vencer a Copa, que o time finalmente realizou o sonho de ser campeão nacional.

Quem evitou o pentacampeonato da equipe na competição eliminatória foi o KÍ, o mesmo rival que brigava ponto a ponto pela Effodeildin. E mesmo perdendo três vezes para os azuis de Klaksvík na temporada, o time de Norðragøta foi favorecido pelo sistema de pontos corridos, que premia o time mais regular.

Para ficar com a taça, era preciso vencer o já rebaixado AB. O jogo era em Argir, mas os torcedores que viajaram fizeram a equipe se sentir em casa. Pênalti em Andreas Lava Olsen aos dez minutos. Atli Gregersen mandou a bola na trave, mas Sølvi Vatnhamar pegou o rebote e abriu o placar.

A comemoração do primeiro gol, marcado por Sølvi Vatnhamar.
Depois disso o time da casa passou a ameaçar bastante com perigosos chutes de fora da área, Géza Túri estava indo bem, mas não conseguiu impedir o gol de empate de Patrik Johannesen aos 20'. O AB continuou a pressão e ainda teve dois gols anulados. Mas em um contra ataque aos 34' Andreas Lava Olsen avançou pelo lado direito da área e chutou entre o goleiro e a trave, recolocando os visitantes em vantagem.

A partida estava chegando ao fim, mas com a vitória do KÍ sobre o ÍF em Fuglafjørður, um gol do AB arruinaria tudo. Até que em mais um contra ataque, aos 79', Andreas Lava Olsen, o homem do jogo, deu um belo drible em seu marcador e ficou cara a cara com o goleiro, que também foi driblado, e mesmo caindo, o atacante conseguiu mandar a bola para as redes. O título não escaparia mais do Víkingur.

O jovem Jákup Olsen foi quem teve a honra de levantar a taça.
Na cerimônia de entrega da taça, quem a levantou foi Jákup Olsen, volante de 20 anos que entrou já nos instantes finais da partida. Foi uma grande atitude do capitão Atli Gregersen deixar o jovem jogador ter a honra de levantar a histórica primeira taça de campeonato da história do clube.

Veja a galeria de imagens do jogo e da comemoração.

Curiosidades:
O último time campeão inédito, o EB/Streymur, também foi fundado a partir de uma fusão;
O Víkingur é o décimo terceiro time a ser campeão faroês;

Resultados da 27ª rodada:
Skála 2-2 HB
B36 5-2 TB
B68 1-3 NSÍ
ÍF 1-3 KÍ
AB 1-3 Víkingur

Classificação:
1. Víkingur - 61
2. KÍ - 60
3. NSÍ - 55
4. B36 - 49
5. HB - 43
6. ÍF - 32
7. TB - 27
8. Skála - 26
9. AB - 18
10. B68 - 7

UEFA Champions League: Víkingur
UEFA Europa League: KÍ, NSÍ e B36

Rebaixados: AB e B68
Os dois serão substituídos por EB/Streymur e 07 Vestur, campeão e vice da 1. deild.

Artilharia:
1. Klæmint Olsen (NSÍ) - 23
2. Páll Klettskarð (KÍ) - 21
3. Jóannes Bjartalíð (KÍ) - 17

Veja os gols da rodada:





O jogo contra o TB marcou a despedida de Jákup á Borg dos gramados. Ele deverá focar na função de assistente técnico.



Confirmando as expectativas, o B68 terminou o campeonato sem nenhuma vitória e com a pior campanha da história no formato de 27 rodadas.





O Víkingur é o time faroês a avançar mais longe em uma competição europeia (3ª fase preliminar da Europa League 2014-15), estou bem curioso para ver como eles se sairão na Champions League.

Até a Effodeildin 2017 pessoal! E desculpem pela demora com esta postagem.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Portugal foi demais para as Ilhas Faroe

André Silva fez um hat-trick e foi o destaque do jogo.
A derrota era praticamente certa, mas o arquipélago estava em festa por receber os campeões europeus, exatamente três meses após a conquista do Euro na França.

A torcida faroesa apoiou o tempo todo, porém a diferença entre as equipes era evidente. Portugal controlou as ações desde o início e não deixou as Ilhas Faroe fazer nada durante o jogo. A seleção visitante abriu o placar logo aos 12' com André Silva, que ainda marcaria mais duas vezes no primeiro tempo, aos 22' e 37'.

A grande atração da partida era Cristiano Ronaldo e o atacante do Real Madrid deixou o dele aos 65' em chute forte de fora da área, uma de suas características. Nos acréscimos João Moutinho, aos 91', e João Cancelo, aos 93', fecharam a goleada.

Portugal impôs a pior derrota faroesa em casa desde 2007.
O placar foi a surpresa negativa da partida. A pior derrota em solo faroês desde 2007, quando a França também venceu por seis. No melhor momento de sua história, as Ilhas Faroe perdeu pelo mesmo placar que Andorra, que enfrentou Portugal fora de casa. Mas futebol é assim, cada jogo tem uma história diferente e nem sempre esse tipo de comparação faz sentido.

O próximo jogo da landsliðið será contra a Suíça fora de casa no dia 13 de novembro.

Resultados dos outros jogos do grupo:
Andorra 1-2 Suíça
Letônia 0-2 Hungria

Classificação:
Suíça - 9
Portugal - 6
Hungria - 4
Ilhas Faroe - 4
Letônia - 3
Andorra - 0

Próximos jogos:
Suíça - Ilhas Faroe
Hungria - Andorra
Portugal - Letônia

Veja os gols e a galeria de imagens do jogo

domingo, 9 de outubro de 2016

KÍ vence a 1. deild kvinnur pelo 17º ano consecutivo

O KÍ venceu o campeonato pela décima oitava vez.
Foto: in.fo
Ontem tivemos a última rodada da 1. deild kvinnur, que terminou mais uma vez com o título do KÍ, o décimo oitavo na história da equipe e o 17º consecutivo.

O título já havia sido garantido no jogo anterior, contra o HB, e a partida contra o EB/Streymur/Skála acabou sendo apenas um jogo comemorativo. Contra um rival desmotivado, a equipe da casa atropelou e goleou por 6 a 0. Rannvá Andreasen fez um hat-trick, com gols aos 26', 36' e 70', Maria Thomsen marcou duas vezes, aos 30' e aos 62', e Ása Thomsen fechou a goleada aos 75'.

O time de Klaksvík terminou o campeonato de forma invicta, com 17 vitórias e 3 empates. Foram 100 gols marcados e apenas nove sofridos.

O EB/Streymur/Skála foi o responsável pelos 3 jogos que o KÍ não venceu no campeonato e ainda marcou cinco gols contra as campeãs. É o quarto ano seguido que a equipe termina com o vice-campeonato.

Veja os gols do jogo:


Clique aqui para ver a galeria de imagens do jogo

Milja Simonsen foi a artilheira do campeonato.
Foto: Rakul Hansen
Em Tórshavn, o HB massacrou o B68 por 12 a 0. Milja Simonsen marcou sete vezes e chegou a 25 gols, deixando Margunn Lindholm para trás e terminando o campeonato como artilheira.

Veja a galeria de imagens do jogo


O B36 ficou com o terceiro lugar, a equipe da capital venceu o ÍF/Víkingur em casa por 3 a 2 em sua última partida da temporada.

Veja a galeria de imagens do jogo

Classificação

1. KÍ - 54
2. EB/Streymur/Skála - 48
3. B36 - 31
4. HB - 25
5. ÍF/Víkingur - 16
6. B68 - 1

O KÍ participará da temporada 2017-18 da UEFA Women's Champions League.

A 1. deild kvinnur não possui rebaixamento.

Artilharia

1. Milja Simonsen (HB) - 25
2. Margunn Lindholm (EB/Streymur/Skála) - 19
3. Hervør Olsen, Rannvá Andreasen (ambas do KÍ) - 17

sábado, 8 de outubro de 2016

Ilhas Faroe vence Letônia fora de casa

Jogadores comemorando o primeiro gol.
Ontem as Ilhas Faroe venceu a Letônia em Riga pela segunda rodada do Grupo B das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 e chegou a quatro pontos em 2 jogos, o seu melhor início de eliminatórias (de Euro ou Copa) da história.

Após o empate com a Hungria em casa na estreia, já havia uma certa expectativa para a conquista de pelo menos um ponto contra os letões, mas a equipe treinada por Lars Olsen fez ainda melhor.

Apesar de ser a visitante, a seleção faroesa parecia mais interessada em buscar o gol do que a seleção da casa e abriu o placar aos 19 minutos. Após cobrança de escanteio, ninguém conseguiu cabecear e a bola sobrou para René Joensen, que chutou para o meio da área e o zagueiro Sonni Nattestad desviou para o gol.

Jogadores correm para abraçar Nattestad, que abriu o placar.
Mesmo após o gol os faroeses jogavam melhor, mas quase tomaram o empate aos 29' em chute de Glebs Kļuškins que bateu na trave. A Letônia ainda colocou pressão nos minutos finais, mas não conseguiu o empate.

No segundo tempo a seleção letã veio com mais atitude. Mas as Ilhas Faroe chegou ao segundo gol em um contra-ataque. Jóan Símun Edmundsson recebeu sozinho na frente do gol e deu um toquinho por cima do goleiro. Golaço.

As Ilhas Faroe ocupa a segunda colocação do grupo B, atrás apenas da Suíça, que venceu seus dois jogos. A landsliðið receberá Portugal, dia 10, às 15:45 (horário de Brasília, 19:45 em Tórshavn).

Curiosidades:

Com essa vitória sobre a Letônia, as Ilhas Faroe agora possui vitórias sobre os três países bálticos. Fez 2 a 1 na Lituânia em 2009 e 2 a 0 na Estônia em 2011.

Edmundsson chegou a 6 gols com a seleção e, com apenas 25 anos, tem tudo parar passar de 10 e quebrar o recorde de Rógvi Jacobsen.

Com 4 pontos em 2 jogos, esse é o melhor início de eliminatórias da história do arquipélago. Antes disso, os melhores inícios eram 4 pontos em 3 jogos nas eliminatórias do Euro 1992 e da Copa de 2002.

Resultados dos outros jogos do grupo:
Portugal 6-0 Andorra
Hungria 2-3 Suíça

Classificação:
Suíça - 6
Ilhas Faroe - 4
Portugal - 3
Letônia - 1
Hungria - 1
Andorra - 0

Próximos jogos:
Ilhas Faroe - Portugal
Andorra - Suíça
Letônia - Hungria

Veja os gols e a galeria de imagens do jogo